logo.gif










Etanol
cana-de-açúcar.jpg
O etanol (CH3CH2OH) é um composto orgânico também chamado de álcool etílico e distribuído no Brasil na forma de álcool hidratado e álcool anidro. É um líquido volátil, inflamável, incolor e com cheiro característico. O álcool hidratado é o utilizado nos carros movidos apenas com etanol e o álcool anidro é adicionado à gasolina. Eles se diferem graças à quantidade de água que existe em sua composição (7% de água no hidratado e 0,7% no anidro).

No Brasil, os estudos sobre a utilização do álcool começaram durante a década de 70, com o Programa Nacional do Álcool. Esse programa do governo visava o aumento no cultivo de cana-de-açúcar e a construção de usinas especializadas. Esse projeto acabou em 1990 e foi criado o Departamento de Assuntos Sucroalcooleiros e a construção das usinas foi financiada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento).

A produção desse biocombustível no país é feita através da fermentação do caldo da cana-de-açúcar. Em outros países ainda se utiliza o milho, beterraba (principalmente nos países europeus) e mandioca para produzir combustíveis. O problema dessas matérias-primas é o aumento nos custos do processo porque o amido contido nesses alimentos tem que ser transformado em açúcar antes que ocorra a fermentação. A cana-de-açúcar é usada em países da América Latina, Ásia e África. Porém, os países que mais produzem etanol são os EUA, Brasil e China.

Para que o álcool combustível se torne de vez a melhor opção para abastecer seu carro, é importante que ocorra a resolução de alguns problemas. Dificuldades como a plantação, o processo de colheita e as condições da mão de obra açucareira são precárias.

Um dos maiores problemas apresentados é a queima da cana, pois esse processo faz com que sejam emitidos gases que danificam a atmosfera e o meio ambiente. Além disso, essa queima enfraquece a planta, o solo e pode causar problemas de saúde nos trabalhadores. Apesar de tudo isso, a expectativa é que o Brasil consiga produzir, em 2030, aproximadamente 66 bilhões de litros de etanol.

Bioeletricidade: Esse tipo de energia é renovável e produzida com biomassa a partir do bagaço e da palha da cana-de-açúcar usada para fazer o etanol. Uma tonelada de cana-de-açúcar utilizada para produzir etanol resulta em uma média de 200kg de palha e 250kg de bagaço.

Carro Flex: Esse tipo de carro surgiu por volta de 1990, nos EUA, devido ao monopólio estabelecido pelos países do Oriente Médio sob a produção de petróleo. Foi lançado um carro que recebeu o nome de flexibe-fuel-vehicles (FFV) e podia andar tanto com gasolina quanto com álcool. Esse combustível é o E85, pois recebe somente apenas 15% de gasolina. No Brasil, o primeiro carro desse modelo foi lançado em 2003 e, atualmente, é o tipo de veículo mais vendido no país.

posto-de-gasolina.jpgPropriedades Físicas e Químicas do Etanol

  • Ponto de Fusão: -114 º C
  • Ponto de Ebulição: 78,4 º C
  • Solubilidade: acetona, éter, gasolina e água
  • Peso Molecular: 46,07
  • Pressão de Vapor: 58,7 hPa
  • Aparência: Líquido incolor

Produção de Etanol com Cana-de-Açúcar

-Moer a cana: A cana-de-açúcar é processada e se obtém o seu caldo (garapa), que possui um grande teor de sacarose;

-Produzir o melaço: A garapa é aquecida para que se possa produzir o melaço e, consequentemente, uma quantidade maior de sacarose;

-Fermentar o melaço: Fermentos biológicos são acrescentados no melaço para que a sacarose contida ali se torne etanol. Esse processo é feito com a ação de enzimas e resulta no mosto fermentado, que já possui uma certa percentagem de etanol;

-O mosto fermentado é destilado:
O mosto passará por uma destilação fracionada, para que resulte em uma substância com concentração de 96% de etanol e 4% de água. O teor alcoólico de uma bebida é dado em graus;

-Desidratação: A água é retirada para formar o álcool anidro;

-Após a produção de etanol, o dióxido de carbono obtido durante o processo é usado em vários processos e restos sólidos são utilizados para alimentação de animais e de biogestores.